Os malefícios da exposição passiva ao fumo do tabaco

Article banner

Ser fumador passivo leva a um aumento de risco de cancro, doenças cardíacas, enfarte e doenças pulmonares e é particularmente prejudicial para as crianças.

Todos os anos morrem milhares de pessoas devido a doenças causadas pelo fumo passivo, como cancro do pulmão, doenças cardíacas, enfarte e enfisema. Os não-fumadores que estão expostos a fumo passivo estão 25% mais susceptíveis a ter cancro do pulmão.

TODOS OS ANOS MORREM MILHARES DE PESSOAS DEVIDO AO FUMO PASSIVO

 

Os perigos de ser um fumador passivo

Pode pensar que a maioria dos químicos perigosos existentes no cigarros são inalados pelo fumador, mas o oposto também é verdade. Existem dois tipos diferentes de fumo de tabaco. O fumo normal, que é inalado directamente pelo fumador, e o fumo resultante da ponta do cigarro.

Quando os não fumadores respiram o fumo passivo, estão a inalar o fumo resultante da ponta do cigarro e o fumo expirado pelos fumadores que está misturado com ar do ambiente. Apesar de não ser inalado diretamente, o fumo resultante da ponta do cigarro contém níveis muito superiores de químicos e de substâncias cancerígenas, tornando este fumo 4x mais prejudicial do que o fumo expirado pelos fumadores.


Se tem um bebé, fumar perto dele pode aumentar o risco de morte súbita e piorar problemas respiratórios, como asma, bronquites e pneumonia. As crianças que vivem com fumadores estão mais susceptíveis ao desenvolvimento de meningite, tosse, constipações ou otites.

Efeitos do fumo passivo em crianças

O fumo passivo é particularmente perigoso para crianças. Bebés e crianças que são expostos a fumo passivo estão mais susceptíveis a desenvolver problemas respiratórios como a asma, porque os pulmões ainda não estão totalmente desenvolvidos.

As crianças que vivem com fumadores estão mais susceptíveis ao desenvolvimento de meningite, tosse, constipações ou otites.

Invisível, mas presente

O fumo do cigarro pode permanecer no ar durante mais de 2 horas, mesmo com a janela aberta. Mesmo que não o consiga ver ou cheirar, o fumo está presente. De facto, cerca de 85% do fumo do tabaco é invisível – pode encontrar-se em algumas superfícies, como as roupas e brinquedos das crianças. Se vai fumar, o melhor é fumar na rua e longe de outras pessoas.

Quando fuma um cigarro num espaço pequeno e fechado como um carro, a exposição a que outras pessoas estão sujeitas aumenta consideravelmente. Por isso é que, em Portugal, é proibido fumar no carro com crianças a bordo.